diHITT - Notícias O Reino dos Bichos: Visita ao Zoo de São Paulo... BlogBlogs.Com.Br

quinta-feira, 5 de novembro de 2009

Visita ao Zoo de São Paulo...

Um programa que indico é um passeio ao Zoológico de São Paulo.
Você passa horas ali dentro e não percebe.
Vou descrever agora minha visita ao Zoo de SP.
Saimos da minha casa as 09:00 hrs da Manhã.... Nossa que aventura!
Eu,minha namorada, meu irmão mais novo Mateus e meu tio.
Acho que vale descrever a rota que seguimos: Moro no Brooklin Novo ao lado do Shopping Ibirapuera.
Fiz o seguinte caminho peguei o Ônibus Saúde ( é mais fácil de ônibus ) e desci na estação São Judas do Metrô.
Na estação tem diversos ônibus que vão até o Zoológico.
Todo este percurso feito em 58 min.
Depois deste tempo chegamos....Ufa...e Argh....
O argh.....é sinal de que nem tudo é perfeito pois vocês não imaginam a fila que estava na porta....Muita Gente.
Ficamos na fila atentamente e ansiosamente por cerca de 30 min.
Minha namorada ja por demais curiosa já preparou a maquina de fotos,afinal Zoológico tem de ter fotos.
Vocês tinham de ver os rostos iluminados ao passarmos as catracas de acesso ao Zoo.
Maravilha....
Ops deixa eu explicar uma coisa.
Meu Tio e Minha namorada nunca tinham entrado no Zoológico de SP,imagina isto.
Minha familia é de Mato Grosso do Sul,pra ser especifico da cidade de Aquidauana,Portal do Pantanal.
Pegamos o mapinha na entrada e tinhamos de definir um roteiro,mas é tantos animais pra se ver que nem lembro mais como decidimos para onde ir primeiro.

É claro que nesta matéria não pode faltar fotos então:
Fotos: Talita Cunha

Algumas informações básicas que aprendemos durante a visita ao Zoo e com orientação do mapa que na realidade é um release do Zoo.
Fundado em 1958, o Zoológico de São Paulo já recebeu mais de 90 milhões de visitantes, sendo 1.800.000 em 2008.
Localizado em uma área de 824.529 m2 de Mata Atlântica original, o Parque aloja nascentes do histórico riacho do Ypiranga, cujas águas formam um lago que acolhe exemplares de aves de várias espécies, além de aves migratórias. Assim como o lago, a mata abriga animais nativos de vida livre, formando maravilhosa fauna paralela.
Através da exibição de mais de 3.200 animais, representando 102 espécies de mamíferos, 216 espécies de aves, 95 espécies de répteis, 15 espécies de anfíbios e 16 espécies de invertebrados, em recintos e terrários amplos e semelhantes ao habitat natural, o zoológico de São Paulo promove a conscientização do público sobre a variedade e diversidade das formas de vida sobre a Terra.
Nossa acho que estudei bem o assunto mas nada que o mapa distribuído no local não contenha..rsss
Vamos continuar nossa viagem...Talita resolveu que queria ver as corujas...Vou contar um segredo gente...mas jurem não contar pra ela...o apelido dela é Coruja.
Mas tem cada Coruja linda na Natureza e ela é uma delas...rsss
Infelizmente devido ao clima meio chuvoso do dia não conseguimos fotos nítidas das corujas do Zoo .
Mas as informações nós pegamos e aprendemos...As corujas habitam praticamente todo o mundo, e existem espécies tanto nos desertos como em regiões polares. Há corujas que cabem na mão de uma criança e corujas que são do tamanho de uma criança. Corujas que se alimentam de roedores, de sapos, de peixes e até de insetos.

Continuamos por seguir a area das aves e encontramos outro animal fantástico a Harpia,deste temos uma foto não esta muito nitida mas se clicar na foto ela fica maior e da pra se ter uma idéia da força do animal.
A harpia (Harpia harpyja) é a mais forte ave de rapina do planeta. Existe em  muitos países da América do Sul e América Central, mas o Brasil é sua principal morada.
O macho possui em média 60 cm de altura e pesa 4,8 a 6,0 kg, já a fêmea possui 90 cm de altura e peso aproximado de 7,5 a 9 kg, com envergadura de asa de até 2 m. É, assim, a maior de todas as águias.
A fêmea cabe a função de  capturar a caça pesada, como preguiças, macacos-prego, filhotes de veado; e já foi vista capturando um macho adulto de bugio, com peso de 6,5 kg. Com tamanho menor, o macho é mais ágil e captura presas menores e mais rápidas, como seriemas, tatus e cachorros-do-mato.
Possui uma coloração cinza-azulada, um imponente e maravilhoso cocar sobre a cabeça e um disco facial, que contribui com sua audição. Com um bico incomparável e garras poderosas com unhas que medem até 7 cm, maiores que a do urso pardo norte-americano, a harpia é capaz de capturar sua presa em uma árvore sem interromper o vôo!
Uma curiosidade com relação as garras deste animal é que suas unhas são tão fortes quanto o aço.
Na natureza, constrói seu ninho em árvores altas com pilhas de galhos,mas também pode viver em buracos formados em Paredes de penhascos. A fêmea põe dois ovos entre setembro e novembro, mas geralmente só um filhote sobrevive. Este atinge a maturidade sexual e plumagem adulta somente ao 5 anos de idade.
Por ocorrer em quase todo o Brasil, a harpia recebe muitos nomes regionais, como gavião-real, águia-real, gavião-de-penacho e denominações indígenas, uiraçu e canoho. Estes mesmos índios a veneram como o espírito mais valente da floresta, a mãe de todos os pássaros.

Mas infelizmente a destruição das florestas a tem tornado autêntica raridade em diversas partes do Brasil, e é extremamente importante a conservação de seu habitat, para que no futuro, a senhora dos ares, gigante guerreira das florestas, continue existindo. E nós tenhamos orgulho em dizer que em nosso país existe "a mais extraordinária águia do mundo".
Estas informações foram passadas por,Guilherme Augusto Domenichelli e Ricardo Avari,além deste que vos escreve.
É muita ave....poderia descrever todas as que visitamos mas temos de mostrar outros animais do Zoo.
Quem não gosta do simpático elefante?
Pois ele impressiona pelo tamanho e simpatia.

Na realidade visitamos uma elefanta..que ao julgar pela foto parece que ela percebeu que era a atração e fez pose de metida....tipo não tô nem ligando ohhhh...
Como já descrevi os elefantes em outra matéria aqui no blog ai vai um resumo:Os elefantes são os maiores mamíferos terrestres sobreviventes de uma extensa radiação no período Eoceno, incluindo os extintos mamutes e mastodontes. Atualmente existem duas espécies, o elefante africano (Loxodonta africana) e o elefante asiático (Elephas maximus).São membros de um grupo ou ordem chamados “Proboscidea", caracterizado pelo órgão proboscis ou tromba.
Pois continuamos a nossa andança...afihhh já estavamos cansados mas empolgados e chegamos a um animal que é sem duvida um dos mais visitados do Zoo a Girafa.
Com suas pernas compridas e pescoço alongado, a girafa é o mais alto dos animais atuais. O pêlo da girafa é fulvo (amarelo-tostada, alourado) ou rosado, com grandes manchas de cor amarronzada (exceto no ventre, onde o pêlo é branco). As manchas pardas possuem um padrão único para cada indivíduo e o auxilia a se mimetizar por entre as sombras das árvores de seu habitat. Habita praticamente todo o continente, desde o sul do deserto Sahara até a província do Cabo, com exceção das florestas tropicais.
Deixa dar uma paradinha por aqui né gente é hora de comer algo.
Vocês estão curiosos?
No Zoo de SP tem pontos aonde conseguimos matar a fome e de quebra levar algumas lembranças do passeio.
Mas tenha sempre um pensamento em mente não guarde nada para dar aos animais pois todos seguem uma dieta de alimentação feita por nutricionistas que acompanham o desenvolvimento de cada espécime do Zoo.
Pronto estômago cheio demos de cara com a Anta....Deitadona curtindo o clima.A anta (Tapirus terrestris) é o maior mamífero terrestre do Brasil, alcançando até 1,20 m de altura. Vive em florestas e campos da América do Sul, do leste da Colômbia até o norte da Argentina e Paraguai. É um ungulado (mamífero com cascos com estrutura feita de queratina) que tem número ímpar de dedos.
A característica mais distinta da anta é sua narina, longa e flexível, que parece uma pequena tromba. Possui corpo robusto, cauda e olhos pequenos, crina sobre o pescoço e coloração marrom-acinzentada.
Lembra desta foto?
Continuamos em busca de novos candidatos a sensação do Zoo e chegamos até ele o Drº Rino para os intimos.
O grande Rinoceronte Africano.Os grandes rinocerontes brancos (Ceratotherium simum simum) tem origem africana, ocorrendo no sudeste de Angola, na Zâmbia, Moçambique, Zimbábue, Namíbia, Botswana e sul da África. Foi relatado também no Marrocos a aproximadamente 3500 anos atrás. Medem de cabeça e corpo entre 350 a 420 cm, com cauda de aproximadamente 50 a 70 cm. A altura do ombro é de 85 a 150 cm e podem pesar de 1400 kg a 1700 kg (fêmeas) e de 2000 kg a 3600 kg (os machos).

Sua coloração vai do amarelo ao marrom claro, isso quando sujo, na realidade sua cor é puxada para o cinza claro. Outra curiosidade é a presença dos pêlos sobre o animal que são imperceptíveis quando observados de longe. sobre o focinho, há o que costuma-se chamar de “chifres”, mas não são chifres e muito menos cornos, são pêlos queratinizados, ou seja, várias camadas de pêlos, uma sobre a outra, que se solidificaram. O frontal tem em média 60 cm, mas pode chegar a 150 cm em alguns rinocerontes. Em alguns lugares do mundo, são atribuídas capacidades medicinais aos chifres, o que faz com que muitos rinocerontes sejam mortos para a retirada destes.

Sei que muitos devem estar amando como a gente amou estar neste dia,mas fica aqui um gostinho de quero mais......Agradecemos aqui as informações passadas pelo Zoológico de São Paulo que nos recebeu muito bem durante nossa visita ao Parque.
Quem gostou da nossa visita e quer ouvir mais sobre ela deixe um comentario na matéria que logo logo estaremos contando mais do que rolou no Zoo neste dia...e fica aqui um adiantamento do que pode rolar de amtéria pra frente...Vamos contar um pouco da visita de Talita a Corumba MS com Fotos incriveis de Jacarés...Um abração a todos e até a próxima....
Fica aqui um pedido estivemos no Zoo e sabemos das dificudades que enfrentam as pessoas e orgãos responsáveis pelo bom funcionamento do Parque....
Gente eles são heróis pois o gasto é enorme para manter esta estrutura e temos de fazer algo pra ajudar seja visitando ou se você tem uma empresa entre em contato com a adiministração do Parque ou com os orgão competentes para saber como patrocinar uma ação de ajuda ao Zoo pois ele é um dos tesouros de São Paulo e merece ser tratado como tal....
 Informações:
ZOOLÓGICO
Avenida Miguel Stéfano, 4241 - Água Funda - São Paulo - SP - CEP: 04301-905
Fone: (11) 5073-0811 / Fax: (11) 5058-0564
Horário de Funcionamento- 9:00 às 17:00 horas - de terça a domingo - fechamento da bilheteria: 16:00 h
*Abre as Segundas-feiras somente quando for feriado ou véspera de feriado


Chegar ao Zoológico é muito fácil


De Metrô/Ônibus:
Da linha Norte-Sul do Metrô: partem ônibus das Estações São Judas e Saúde.
De Ônibus:
Do termimal Parque D. Pedro II saem duas linhas de ônibus que passam no Zôo:

4491-10 - Zoológico-Parque D. Pedro
475-R - Jd. São Savério - Pq. D. Pedro.
De Automóvel:

Da Zona Norte: Av. Tiradentes, Av. 23 de Maio, Av. Rubem Berta, Av. dos Bandeirantes e Av. Miguel Stéfano.
Da Zonas Sul e Oeste: Marginais (Tietê e Pinheiros) sentido Rodovia dos Imigrantes, Av. dos Bandeirantes e Av. Miguel Stéfano.
Da Zona Leste: Avenida do Estado, Av. Juntas Provisórias, Av. Trancredo Neves, Tunel Maria Maluf e Av. Miguel Stéfano.
Para guardar o carro: estacionamento em frente ao Zoológico com 2.000 vagas.
Estacionamento Particular - Multipark
Em frente ao Parque há um estacionamento para 2.000 veículos com conforto e segurança.

Matéria de Alexander Cunha e Talita Cunha

1 comentários:

Helena on agosto 30, 2010 disse...

Irei me forma esse ano e optei como tema, uma proposta de melhorias para o zoologico de são paulo, mais me encontro num beco sem muitas informações, gostaria de mapas e dados estatisticos dos quais nao encontro no site do zoologico, a comunicaçao com eles é bastante burocartica e demorada, entao peço ajuda pra quem souber de algo ou ter algum material referente ao jardim zoologico que me mande
helena.hso@gmail.com.
Muito obrigado por qquer tipo de ajuda!

Postar um comentário

A sua opinião é muito importante...

 

Blogroll

Desmatamento leva a extinção de espécies.

Desmatar leva à destruição dos ecossistemas e à extinção das espécies que neles vivem. A Ciência identificou até hoje cerca de 1,4 milhões de espécies biológicas. Desconfia-se que devam existir mais de 30 milhões, ainda por identificar, a maior parte delas em regiões como as florestas tropicais úmidas. Calcula-se que desaparecem 100 espécies, a cada dia, por causa do desmatamento! http://www.poupetempo.com.br Este site trás informações para se adotar um animal.

O Reino dos Bichos Copyright © 2009 WoodMag is Designed by Ipietoon for Free Blogger Template