diHITT - Notícias O Reino dos Bichos: Dezembro 2009 BlogBlogs.Com.Br

quinta-feira, 31 de dezembro de 2009

Aves Migratórias

Hemisfério Norte,Tundra.
O termo Tundra deriva da palavra finlandesa Tunturia, que significa planície sem árvores. É o bioma mais frio da Terra. Alguns cientistas consideram existir dois tipos de tundras: Tundra Ártica e Tundra Alpina. A principal diferença entre elas é a razão pela qual são tão frias. A primeira é pela sua localização geográfica, mais concretamente pela latitude, enquanto que a segunda é devido ao facto de se encontrar tão afastada da superfície da Terra. Também a capacidade de drenagem do solo é diferente, sendo maior na Tundra Alpina. No entanto, são muito parecidas. 
A Tundra Ártica surge a sul da região dos gelos polares do Ártico, entre os 60º e os 75º de latitude Norte, e estende-se pela Escandinávia, Sibéria, Alasca, Canadá e Gronelândia. Situada próximo do pólo norte, no círculo polar Ártico, recebe pouca luz e pouca chuva, apresentando um clima polar, frio e seco. O solo permanece gelado e coberto de neve durante a maior parte do ano.
Apresenta Invernos muito longos, com uma duração do dia muito curta, não excedendo a temperatura os -6ºC (temperatura média entre os -28ºC e os -34ºC). Durante as longas horas de escuridão a neve que vai caindo acumula-se, devido aos fortes ventos, nas regiões mais baixas, obrigando os animais a permanecerem junto ao solo e apenas a procurar comida para se manterem quentes. As quantidades de precipitação são muito pequenas, entre 15 e 25 cm, incluindo a neve derretida. Apesar da precipitação ser pequena, a Tundra apresenta um aspecto húmido e encharcado, em virtude da evaporação ser muito lenta e da fraca drenagem do solo causada pelo permafrost.
Só no Verão, com a duração de cerca de 2 meses, em que a duração do dia é cerca de 24 h e a temperatura não excede os 7º-10 ºC, a camada superficial do solo descongela, mas a água não se consegue infiltrar por as camadas inferiores se encontrarem geladas (permafrost, que começa a uma profundidade de alguns centímetros e se prolonga até 1 metro ou mais). Formam-se então charcos e pequenos pântanos. A duração do dia é muito longa e ocorre uma explosão de vida vegetal, o que permite que animais herbívoros sobrevivam - bois almiscarados, lebres árticas, renas e lemingues na Europa e na Ásia e caribus na América do Norte. Estes por sua vez constituem o alimento de outros animais, carnívoros, como os arminhos,raposas árticas e lobos. Existem também algumas aves como a perdiz-das-neves e a coruja das neves.
E é neste clima que começa a nossa história.

Aves migratórias as pernaltas nunca param de viajar e quando digo viajar quero dizer pelo mundo todo e o único tempo que passam uma quantidade maior de dias numa região é justamente na Tundra Ártica.Nos meses mais frios do hemisfério norte,essas aves costeiras se juntam em estuários lamacentos,praias,terras alagadiças ou litorais rochosos onde o isolamento devido ao curto período de verão proporciona farta alimentação e ambiente seguro para o cuidado dos filhotes.
Estas aves gostam de se alimentar em águas mais rasas e podem fazer tanto vôos rasantes sobre a água como voar a altitudes de cerca de 6 mil quilômetros.
Elas também se ajuntam para a própria segurança,pois os predadores sempre preferem aves solitárias e não arriscam a atacar um bando compacto,outro fator é que em bando fica mais facil perceber a aproximação dos predadores.
Talvez isso explique o bando de aves mistas.Ver este bando de aves juntas é impressionante,centenas de aves subindo e descendo num sincronismo perfeito deixa qualquer um maravilhado,as manobras são executadas com maestria.
Algumas pernaltas são turistas mundiais,podendo ser avistadas no mundo todo,nas margens de rios,lagos ou a beira mar e são capazes de percorrer 32.000 quilômetros num único ano.
Curiosidade? 
Pode existir alguma curiosidade a mais num animal tão magnífico?
Pois existe.
Pasmem,estas aves que atravessam o mundo todo por sobre oceanos não sabem nadar e nunca param na água.

Toda esta energia para a jornada migratória é adquirida num processo que consiste em acumular gordura para a viagem,por isso durante um período de verão elas se alimentam de forma que em poucas semanas dobram o seu peso.
Algumas aves como o Tarambola-dourada-do-Pacífico parecem ter uma bússula no corpo, tamanha é a capacidade de localizar seus respectivos destinos. 
As aves migratórias ainda enfrentam a dura missão de chegar ao território escolhido,achar um parceiro,estabelecer um território e fazer o ninho,após isso começa o tempo de  3 semanas para chocar os ovos e mais 3 para criar os filhotes,antes da próxima viagem.
Perigos existem sim e agravam-se mais a cada ano,principalmente quando entra em questão a mão humana.
Registrou-se que num único dia foram mortas durante uma caçada o abate de 48.000 aves tarambolas-douradas-pequenas.
Outra ameaça é o desaparecimento do do seu habitat natural(Pantanais).

A sobrevivência de milhões de aves pernaltas depende da preservação de algumas paradas essenciais para a sua migração.





 
Continue Reading...

quarta-feira, 30 de dezembro de 2009

Peixe Serra

Os peixes-serra são os representantes da ordem Pristiformes e da família Pristidae , classificados entre os peixes batoides , ou seja, as raias . A sua característica principal é a maxila muito alongada muito alongada, com dentes iguais colocados regularmente nos bordos exteriores que assumem a forma de uma serra.
Esta característica é semelhante à dos tubarões-serra, da ordem Pristiophoriformes, mas os peixes-serra, como todos os batoides, têm a cabeça achatada dorsiventralmente, com as fendas branquiais na face ventral. Atingem grandes tamanhos e são ovovivíparos.
Eles são encontrados em áreas costeiras tropicais e sub-tropicais de todos os oceanos. São encontrados também nas baías e nos estuários. São demersais e alimentam-se de pequenos peixes e crustáceos.
Todos os peixes serra,vivem em águas quentes.
Seu cardápio é em grande parte constituído por pequenos peixes, os quais são capturados através de um método nada ortodoxo: ao avistar um cardume compacto de peixinhos, o peixe-serra investe sobre ele com grande voracidade fazendo verdadeiro “picadinho” de suas indefesas presas por meio de seu desenvolvido rostro – tipo de serra que às vezes conta com mais de vinte pares de dentes dérmicos -, com o qual desfere rápidos e violentos golpes laterais que servem para atordoar o já apavorado cardume, além de estraçalhar inúmeras vítimas.
O peixe-serra é um grande predador dos mares. Os maiores espécimes podem atingir da ponta da cauda até a ponta do rostro os 10 metros de comprimento, sendo que desse total 2 metros corresponde só a serra. Normalmente esse peixe é inofensivo para os mergulhadores, exceto se fôr atacado ou ameaçado. Assim como seus parentes, o peixe-serra é uma espécie ovovivípara, dá à luz a mais de 20 filhotes já completamente formados, que já nascem com serra e tudo.

Esta espécie esta ameaçada de extinção e  habita a  Parte ocidental do oceano Índico, ao longo da costa sudeste da África do Sul. Outras espécies de peixe-serra são encontradas nos oceanos Atlântico ocidental e Pacífico ocidental.
Alguns cientistas estão desenvolvendo programas de proteção a este belíssimo animal.

Continue Reading...

terça-feira, 29 de dezembro de 2009

Borboletas...Elas estão sumindo....Porquê?


As borboletas são insectos da ordem Lepidoptera classificados nas super-famílias Hesperioidea e Papilionoidea, que constituem o grupo informal Rhopalocera.
As borboletas têm dois pares de asas membranosas cobertas de escamas e peças bucais adaptadas a sucção. Distinguem-se das traças (mariposas) pelas antenas rectilíneas que terminam numa bola, pelos hábitos de vida diurnos, pela metamorfose que decorre dentro de uma crisálida rígida e pelo abdómen fino e alongado. Quando em repouso, as borboletas dobram as suas asas para cima.
As borboletas são importantes polinizadores de diversas espécies de plantas.
O ciclo de vida das borboletas engloba as seguintes etapas:

A borboleta é um importante agente polinizador. Se extintas, haveria prejuízos para a flora (prejuízos iniciais) e fauna (prejuízos consequentes). E por ter apenas a reprodução sexuada possui a variabilidade genética do animal.
Borboletas  são Lepidópteros termo que significa literalmente “asas em escamas”. 
As escamas são coloridas e sobrepostas, formando desenhos intricados de rara beleza. As cores podem ser fortes, suaves, metálicas ou iridescentes, formadas por diferentes pigmentos e micro-texturas que, devido aos efeitos de refração e difração da luz incidente, conferem nuances das mais variadas tonalidades nas asas desse lindo animal.
Como os insetos, têm o esqueleto por fora do corpo, chamado exoesqueleto, que não apenas forma a estrutura de suporte, mas também revestem todo o corpo do animal, impedindo a perda de água, protegendo-as da desidratação total e das pressões ambientais.
Nas regiões tropicais, encontramos o maior número de espécies e as maiores e mais belas borboletas e mariposas, visto que o clima quente, a umidade e a grande variedade de plantas oferecem a elas condições ambientais favoráveis e alimento em abundância.
As borboletas variam em tamanho desde as mais minúsculas com cerca de 3 milímetros de tamanho Phyllocnistis spp até as maiores com pouco mais de 30 centímetros Attacus Atlas ou a Ornithoptera alexandrae com 28 cm de uma  extremidade a outra  de suas asas.

Porquê elas estão sumindo?

 
A agricultura intensiva, o uso de fertilizantes, pesticidas e inseticidas em geral, está contribuindo para o desaparecimento de muitas espécies de borboletas.  Pior que tudo, é a degradação do meio ambiente e o desmatamento indiscriminado, o avanço de urbanização de áreas onde antes havia parques e vegetação apropriada, com plantas integrantes da dieta das borboletas nas diferentes fases do seu ciclo de vida. A substituição, nos jardins das residências e parques públicos, de plantas nativas, por espécies estranhas à flora local também contribui para o problema.
Existem muitas espécies ainda a serem descobertas. Com as alterações do meio-ambiente ou mesmo a destruição total de seus habitats, certamente jamais serão conhecidas. Muitas espécies são caçadas à exaustão, devido a sua beleza, para comporem peças artesanais de, no mais das vezes, gosto duvidoso, ou, ainda, para integrarem coleções particulares desprovidas de qualquer interesse ou conteúdo científico.
Muitas espécies nativas de borboletas estão em risco de extinção (em muitos países, elas são protegidas por lei).  Ao final deste artigo, divulgamos o site oficial do Ministério do Meio-ambiente, onde estão listadas as espécies que correm risco de extinção.

NUNCA tente pegar uma borboleta com as mãos, pois suas asas por demais delicadas perdem as escamas que saem como se fossem um finíssimo pó ou podem se romper facilmente condenando-a a não mais voar. Não tocá-las, reflete mais um gesto pessoal de gentileza que de consciência ecológica. As borboletas dependem do vôo para concluir seu ciclo vital.
Assim como imaginam os poetas, as borboletas são muito delicadas. Delicadas, encantadoras e coloridas. Quando em vôo errante, parecem brincar entre as flores dos jardins como poetizou  Vinícius de Moraes em seu poema As Borboletas - "brincam na luz as belas borboletas". Ao brincarem na luz, parecem cores esvoaçantes, flores que voam ou luzes aladas . . . são por demais delicadas, gentis e sua metamorfose é um inefável mistério. Ninguém consegue ficar indiferente, ao deparar-se, em um jardim, com essa maravilhosa combinação - flores e borboletas! Uma associação perfeita . . .  maravilhosa!
Há algo de verdadeiramente mágico, na transformação de uma lagarta em uma bela borboleta. Mais que uma mudança, sugere mesmo uma transmutação. Algo bem profundo. Ao se fecharem em si, como crisálida,  fecham-se para o mundo e isso permite toda essa transformação, que vem de dentro para a superfície. Elas bem guardam isso, como íntimo  segredo. Dentro do casulo, acontece esse momento mágico, sutil que explode em rara beleza,´pois, entre as belezas e mistérios dos jardins, quem quer que tenha imaginado as fadas certamente se inspirou nas delicadas e graciosas borboletas.

Continue Reading...

Dicas de Férias: De bem com a natureza

Achei legal esta matéria do Carlos para O Povo Online então estou postando pra vocês....
Reportagem de:Carlos Henrique Coelho


Você já imaginou pegar um bronze nas areias de uma praia no meio do Cerrado brasileiro? Acha impossível? Pois saiba que é bem possível sim. Mesmo que não seja de verdade, mas uma cópia fiel da realidade, uma praia em pleno Centro-oeste do Brasil é bastante badalada e merece uma visita.

O Grupo Rio Quente Resorts investiu R$ 13 milhões no projeto e a ideia foi criar uma opção inovadora e ousada aos turistas. Batizada de ``Praia do Cerrado``, a atração que fica no interior de Goiás é considerada a maior praia artificial de águas quentes naturais e correntes do mundo.

No lugar não falta nada. Areia, cadeiras espreguiçadeiras, barracas e uma piscina de ondas de 6,5 mil m², para imitar o mar, e com volume de 5,5 milhões de litros de água renovados a cada três horas e meia. As ondas chegam a dois metros de altura e é até possível surfar no espelho d´água.

A praia artificial pode receber 15 mil pessoas ao mesmo tempo e fica dentro de um complexo hoteleiro de luxo, localizado no município goiano de Rio Quente. Inserido em uma área com fauna e flora exuberantes e clima quente o ano todo, o resort oferece, além da Praia do Cerrado, campo e parque aquático em um único endereço, com várias opções de hospedagem.

Invasão
Mais de um milhão de pessoas visitam o complexo por ano, que podem aproveitar o Parque das Fontes, que funciona 24 horas, com oito piscinas de águas quentes correntes, duchas, ofurôs, saunas naturais, bares molhados, restaurantes e shows todas as noites. Já o espaço chamado de Hot Park é declarado pelos diretores do resort como o maior parque aquático do Brasil. Com 50 mil m² de área, o turista pode se divertir em toboáguas, rio com corredeiras, cascatas, tirolesa, rapel e ainda participar de um mergulho ecológico.

O Rio Quente Resorts recebeu o selo ISO 1401 o que, segundo o diretor executivo do complexo, Francisco Neto, é a garantia de que mesmo com todas as intervenções feitas no Cerrado, obras do complexo turístico e a chegada do público visitante, o meio ambiente ainda não foi comprometido. ``Pelo contrário. Fazemos o papel do Estado aqui. Oferecemos até transporte público, por exemplo``, comenta.

O gerente geral, Ricardo Kava, adianta que o espaço turístico tem participação importante na formação e educação de seus mais de 1,7 mil funcionários diretos. ``Nosso próximo projeto é criar uma usina de reciclagem com apoio de todos os nossos colaboradores``, diz.

Umas das características marcantes para quem visita o local é a integração com a natureza. No local chamado de Bird Land, ou Terra dos Pássaros, pode-se apreciar de pertinho aves de diferentes espécies, oriundas do tráfego de animais e que são tratadas depois serem reintegradas à natureza. Em uma área de dois mil m², coberta com telas galvanizadas de 13 metros de altura, que ficam acima das copas das árvores, o espaço propicia uma verdadeira imersão no mundo da natureza.

No Bird Land, tucanos, araras, pavões, papagaios, entre outras aves, todas soltas, espalhadas pelo local. E, de acordo com a população vizinha ao complexo, com uma boa dose de sorte, pode-se ver de tudo, até um lobo guará dando uma voltinha por perto. Para quem curte natureza de verdade, essa é uma boa viagem!

 Fonte: http://www.noolhar.com/opovo/turismo/940633.html
Continue Reading...

sábado, 26 de dezembro de 2009

Sementeiro Carrizal- Nova espécie encontrada na Venezuela em 2004,permanece um mistério para nós.

Sei que pode ser uma matéria velha para muitos,mas nós aqui do blog dos bichos achamos que deviamos passar a noticia e tentar achar uma fonte que nos desse mais informações sobre esta ave.
Na venezuela uma ave chamada Sementeiro Carrizal foi descoberta em 2004 quando o seu habitat natural foi completamente devastado pela ação do homem.Carrizal é uma ilha deserta no rio Caroni que  foi desmatada para construção de uma represa, durante o processo de recolhimento de espécies foi descoberto esta nova ave,relata o The Daily Jourrnal de Caracas.
Ainda não temos nenhuma imagem desta ave e se você que esta lendo esta matéria tiver alguma foto,entre em contato conosco a sua contribuição é bem vinda.
Estamos enviando um dos nossos contribuintes para a região para colher mais informações mas se você tiver algum estudo sobre esta ave e quiser contribuir,publicaremos sua matéria.
Continue Reading...

sexta-feira, 25 de dezembro de 2009

Ophiophagus é a cobra mais letal do mundo....


É considerada a maior serpente peçonhenta do mundo. Seu tamanho pode chegar a 5,5 metros. Embora, normalmente ande arrastando-se como as demais serpentes, ela também pode erguer 1/3 do seu corpo e andar com a cabeça a 1,8 metros de altura; tornando-se ainda mais assustadora. Tem um comportamento agressivo, no qual expande o capelo (capuz) injetando em suas vítimas, uma quantidade enorme de peçonha. Em cada picada injeta 3 ml de peçonha, o suficiente  para matar um elefante,um tigre ou 14 pessoas adultas. Há quem diga que uma única picada pode conter 15 ml de peçonha.O coquetel de substâncias peçonhentas que é injetado dificilmente consegue soro suficiente para neutralizá-lo. Embora sua peçonha não seja a mais tóxica do mundo, ainda assim, torna-se uma das mais mortíferas pela grande quantidade com que é injetada.
Pode ser encontrada na Ásia, China, Malásia, Indonésia e Filipinas,em alguns destes países é venerada. É considerada a mais inteligente entre as serpentes e vive até 20 anos.
Caça durante o dia ou durante a noite. É uma excelente escaladora de árvores. Seu hábitat é dos mais diversificados, podendo viver em ambientes com até 1.900 metros de altitude.
Hábito alimentar. Seu gênero Ophiophagus é uma derivação de ofiófaga, que quer dizer: comedora de cobra. Embora tenha um cardápio diversificado, especializou-se em comer najas. Seu corpo possui substâncias imunes à peçonha da naja. A peçonha da cobra-rei tem ação neurotóxica e contém substâncias que neutralizam a peçonha das outras serpentes.
Reprodução.
A cobra-real (Ophiophagus hannah) possui algumas curiosidades reprodutivas desconhecidas em outras serpentes: é a única serpente do mundo que constrói um ninho para chocar os ovos. Depois de enrolar o corpo, puxa para junto de si, folhas e galhos de plantas para a construção do mesmo. Depois de colocar seus ovos no centro do ninho, ela os choca, tendo em geral, o macho por perto para lhe dar proteção. O período de incubação é de aproximadamente 60 dias e põe entre em média 24 ovos, e fica enroscada nos ovos até que estes ecludam, o que dura entre 60 e 80 dias.. Os filhotes nascem com 35 cm de comprimento e depois de fazer a primeira muda (10 dias depois), estão prontos para caçar, mesmo porque a peçonha, logo após o nascimento é tão potente quando a dos adultos. Também digno de nota é que, a fêmea pode devorar o macho e vice-versa, quando ambos se encontram para o acasalamento.

Um caso famoso envolvendo esta cobra aconteceu em 2006 um encantador de serpentes que ficou famoso como o "Rei das Cobras da Malásia" morreu depois de ser picado por uma ophiophagus durante um show , em Kuala Lumpur, capital malaia.

O encantador de serpentes foi levado para um hospital, mas acabou falecendo  estas informações  foram divulgadas pela BBC Brasil.

Ali Khan Samsudin, de 48 anos, ganhou o seu apelido no começo da década de 90, quando passou 12 horas por dia durante 40 dias em um pequeno quarto com 400 cobras. Em 1997, ele conseguiu outro título – o de "Rei dos Escorpiões" e entrou para o Livro Guinness dos Recordes, depois de se fechar em uma caixa com 6 mil escorpiões durante três semanas. A cobra que matou Samsudin foi uma Ophiophagus hannah de cerca de seis metros. Conhecida como Cobra-Rei, essa espécie é capaz de produzir veneno suficiente para matar um elefante com uma única mordida.Durante sua vida, ele teria sido picado 99 vezes. "Ele tinha sido picado por cobras-rei em outras três ocasiões", disse o seu filho, Amjad Khan, de 21 anos. "Então achávamos que não haveria problema", afirmou.
Khan, que disse ao diário britânico Daily Star que brinca com cobras desde que tinha três anos, disse que pretende seguir a carreira do seu pai.
Continue Reading...

segunda-feira, 21 de dezembro de 2009

Cuidado uma ave pode se chocar contra a sua janela...

Interessante como a vida se adapta ao sistema a sua volta,mas algumas coisas não acontecem naturalmente e este ciclo é quebrado.
Vejamos uma situação,São Paulo 10:30 da manhã de terça-feira,muito calor na capital paulistana.
Um Sabiá paira por sobre um dos arranha-céus do bairro de Moema zona sul de SP quando seu voo é bruscamente interrompido por um estrondo.
O impacto faz a ave despencar de um altura considerável.
O que aconteceu?
A ave não viu ou viu algo além do vidro espelhado que adorna as janelas do prédio.
Situação bem comum em várias cidades urbanas espalhadas pelo Brasil.
O espelho reflete a luz do sol e da uma visão do céu e de uma mesma ave ao pássaro ele parte em sua direção e o choque é inevitável.Todos os anos milhares de aves perdem a vida se chocando contra prédios,sendo eletrificadas por fios de alta tensão,torres de comunicação etc...

Os pássaros vão em direção a sacadas dos prédios em busca de um pouso seguro ou apenas em busca das plantas ornamentais destas sacadas.
Aves são propensas a colisão,aves migratórias costumam se orientar a noite pelas estrelas e se confundem com as luzes brilhantes no alto dos prédios,alguns vão desorientados tanto tempo que acabam caindo pelo cansaço.
No Brasil morrem cerca de 100 milhões de aves por ano no país, em colisões.

Na foto apresentada nesta reportagem sete aves morreram em um choque contra uma vidraça em Santa Catarina .
Num estudo feito mais de 100 animais, de 20 espécies diferentes, morrem nas fachadas espelhadas da Procuradoria-Geral da República, em Brasília.
Um único prédio nos EUA causou a morte de 20.700 aves num período de 14 anos,entre estas aves ameaçadas de extinção.na Austrália em um único ano morreram 30 Periquitos-Andorinhas espécie que conta com apenas 2.000 exemplares vivos no mundo.Algumas espécies encontradas apenas em museus já foram encontradas mortas após a colisão equipamentos técnologicos.
Algumas técnicas já estão sendo usadas em vários países do mundo para identificar janelas e evitar estas colisões.
Como por exemplo adesivos e outros objetos bem visíveis para as aves.
Quanto aos prédios a noite o desligamento das luzes ja ajuda. Em alguns prédios redes estão sendo instaladas para que aves não confundam as vidraças com o céu.
Só isso já reduz em 80% as mortes destas aves.
Continue Reading...

domingo, 20 de dezembro de 2009

Planeta terra....


Desastres naturais:Enchentes,secas,tsunamis e outras ações da natureza foram previstas por pesquisadores a muito tempo,tudo isso provocado pela ação do homem contra a natureza.
O Pnuma ( Programa das Nações Unidas para o meio Ambiente)publicou um relatório extenso,sobre esta ação direta e alertando para que tomemos uma medida para corrigir os danos causados ao meio ambiente.
Numa declaração ao jornal Globe and Mail,Klaus Toepfter diretor executivo do Pnuma disse: Sabemos o suficiente para ver que se nos omitirmos agora podemos ter sérios problemas para os habitantes deste extraordinário planeta azul até 2032.
Desde de que foi instituido em 1972 o Pnuma obteve exito na melhora da qualidade das águas fluviais na Europa e América do norte,além das restrições químicas impostas ajudaram a reverter em parte o dano na camada de ozônio de acordo com o Toronto Star.
Outras ações também estão contribuindo no programa de reflorestação ambiental em países como Canadá,EUA,Finlândia e Noruega,mesmo assim o crescimento ecônomico sem restrições poderá causar danos irreveissíveis na vida selvagem e na biodiversidade.
Cerca de metade dos rios no mundo estão poluídos,oitenta países do mundo 40% da população do mundo estão enfrentando graves problemas de falta de água,isto incluí a região Nordeste do Brasil.
"Uma ação decisiva pode produzir resultados positivos ou seja planos concretos,com projetos concretos" Toefter.
Esta é uma esperança compartilhada por todos que acompanharam a conferencia do clima na Dinamarca estes dias,que nos fez pensar mais claramente sobre o futuro de toda a humanidade.
Poucos decidindo o futuro de muitos,esta frase vocês já leram aqui estes dias.
Meu sentimento é de lastima quanto ao resultado da conferencia,nada de concreto foi dito apenas imposto pelos grandes em relação aos pequenos.
Continue Reading...

sábado, 19 de dezembro de 2009

Maria-Leque (Onychorhynchus coronatus)


Maria-leque, Royal Flyatcher (Onychorhynchus coronatus), é uma  ave de beleza singular, o macho tem o penacho vermelho vivo e na fêmea o mesmo é amarelo em tons que adquirem pequenas bolas pretas azuladas,além da beleza este penacho também serve para intimidar seus predadores.
Para muitos pesquisadores é um desafio e tanto,pois é muito raro conseguir uma boa foto devido ao seu hábito de esconder-se por entre as folhagens. Geralmente é encontrado na região dos igarapés e riachos da região amazônica.
Constrói seu ninho com folhas secas, nos arredores de riachos sombreados. Geralmente sua ninhada e de 2 ovos.
Apesar de viver habitar várias regiões da amazônia brasileira e de Minas Gerais ao Paraná e de ser  encontrada também nos demais países amazônicos - Guianas, Venezuela, Colômbia, Equador, Peru e Bolívia,esta ave se tornou rara por ter seu habitat natural destruído por queimadas e pela ocupação desordenada.

Continue Reading...

Matérias ricas na net.....

Internet também é cultura e é uma das principais fontes de informação para os amantes da história.

foto: Janduari Simões
No sul do estado do Amapá foram descobertos vários sítios arqueológicos, com dezenas de urnas antropomorfas da cultura  Maracá.




       Matéria interessante do site:        www.edhorizonte.com.br/revista/index.php?acao...


Quando o assunto é a conservação da natureza, o extremo norte do Brasil é uma região privilegiada. Com mais de 70% do território coberto por áreas protegidas, como parques nacionais, terras indígenas e reservas biológicas e extrativistas, o Amapá abriga um mosaico de paisagens naturais altamente biodiversas, que só agora começa a ser conhecida pela ciência. A opção de manter a floresta em pé, no entanto, representa um desafio para os amapaenses. Eles precisam criar condições para utilizar esse tesouro florestal como motor do desenvolvimento econômico e compromisso social, gerando renda e proporcionando um futuro mais promissor para a população, com responsabilidade ambiental.

Achados mostram como os primeiros habitantes ocuparam a Amazônia

Arqueólogos do Instituto de Pesquisas Científicas e Tecnológicas do Amapá (IEPA) descobriram em 2005, no município de Calçoene, vestígios de uma edificação em pedra que pode ter sido utilizada como observatório astronômico pelos antigos habitantes das Américas. O monumento de 127 blocos de pedra talhada, fincado no solo e arranjado em círculo tornou-se visível depois que um produtor rural derrubou a floresta para abrir pasto. O achado impressiona porque pode contribuir para mudar as teorias sobre a ocupação da região pelos primeiros habitantes do continente.

O Amapá é um campo promissor para descobertas arqueológicas, herança das populações que ocuparam as zonas mais planas e férteis, próximas aos rios, muito tempo antes da chegada dos europeus. Os vestígios indicam que essas culturas surgiram por volta do século 1 e se extinguiram pouco depois do descobrimento do Brasil. No século 19, elas começaram a ser estudadas pelo arqueólogo Domingos Ferreira Penna, que descobriu um sítio arqueológico nas margens do rio Maracá, a 130 km de Macapá, contendo urnas funerárias com formas humanas. No norte do estado, destaca-se a cultura Cunani, pesquisada pela primeira vez em 1895 por Emílio Goeldi, cientista suíço radicado no Pará, que descobriu no local jarros, bandejas, moringas e outras peças decoradas com diversos motivos geométricos.
Continue Reading...

Mainá do Bali


 
 
O Mainá do Bali (Leucopsar rothschildi) é uma espécie endêmica de Bali ameaçada de extinção devido à captura ilegal para comércio e à destruição do habitat causada pela desflorestação.Tem como característica ser totalmente branco com uma longa crista caída, ponta da cauda e asas pretas. A pele em volta dos olhos azul, pernas acinzentadas e bico amarelo. Os dois sexos são similares.

A raridade faz desta espécie um símbolo de elevado estatuto social na Indonésia. Protegido por lei desde 1970, o Mainá tem sido alvo de reintroduções no meio natural, mas a captura ilegal faz baixar os números continuamente. No final do século XX, existiam apenas 12 aves em liberdade, todas no Parque Nacional de Bali Barat, onde, infelizmente, continuam a ocorrer capturas ilegais. Calcula-se que existam cerca de 1000 animais, desta espécie em cativeiro que se alimenta de insectos, frutos e pequenos répteis.
O Mainá existe no Jardim Zoológico de Lisboa, entidade que participa num Programa Europeu de Reprodução da espécie, com alguns casais já nascidos em cativeiro e dos quais se espera reprodução. 
 
Agradecimentos a Wikypédia e ao site www.rss88.com/c/90777.html
Continue Reading...

quarta-feira, 16 de dezembro de 2009

Dragão de Komodo

Dragão-de-komodo vive nas ilhas de Komodo,Pertence à família de lagartos-monitores e é a maior espécie de lagarto conhecida, chegando a atingir 2-3 m de comprimento e 70 kg de peso.
O seu tamanho invulgar é atribuído a gigantismo insular, uma vez que não há outros animais carnívoros para preencher o nicho ecológico nas ilhas onde ele vive, e também ao seu baixo metabolismo. Como resultado deste gigantismo, estes lagartos, juntamente com as bactérias simbiontes , dominam o ecosistema  onde vivem. Apesar dos dragões-de-komodo comerem principalmente carniça, eles também caçam e fazem emboscadas a presas incluindo invertebrados,aves e mamíferos.
A época de reprodução começa entre maio e agosto, e os ovos são postos em setembro. Cerca de vinte ovos são depositados em ninhos de Megapodiidae  abandonados e ficam a incubar durante sete a oito meses, e a eclosão ocorre em abril, quando há abundância de insetos . Dragões-de-komodo juvenis são vulneráveis e, por isso, abrigam-se em árvores, protegidos de predadores e de adultos canibais.
Demoram cerca de três a cinco anos até chegarem à idade de reprodução, e podem viver até aos cinquenta anos. São capazes de se reproduzir por partenogénese , no qual ovos viáveis são postos sem serem fertilizados por machos.

Os dragões-de-komodo foram descobertos por cientistas ocidentais em 1910. O seu grande tamanho e reputação feroz fazem deles uma exibição popular em zoológicos . Na natureza, a sua área de distribuição contraiu devida a actividades humanas e estão listadas como espécie vulnerável pela UICN. Estão protegidos pela lei da Indonésia, e um parque nacional, o Parque Nacional de Komodo, foi fundado para ajudar os esforços de protecção.
O dragão-de-komodo é conhecido, para os nativos da ilha de Komodo, como ora, buaya darat (crocodilo da terra) ou biawak raksasa (monitor gigante)
Continue Reading...

terça-feira, 15 de dezembro de 2009

Sua nota fiscal vale uma vida! Faça uma criança feliz....

A sua nota fiscal pode fazer uma criança feliz e salvar uma vida,esta é uma atitude a se aplaudir do Grupo Pão de Açucar.
É uma campanha em beneficio do Hospital de Câncer de Barretos.


O Grupo Pão de Açúcar realiza campanha para construção do Centro de Pesquisa do Hospital de Câncer de Barretos. Os clientes poderão se engajar à causa direcionando seus créditos recebidos por meio da Nota Fiscal Paulista. A ação teve  inicio segunda em, 12/10, em algumas lojas CompreBem e a partir do dia 19, em algumas lojas Pão de Açúcar. A partir de 19/10, teremos um total de 21 lojas, incluindo a capital paulista interior. Em cada loja haverá urnas nos caixas, para armazenar os cupons entregues aos consumidores que desejarem participar da ação. A ação deve ser estendida a todas as lojas Pão de Açúcar, CompreBem e Extra nos próximos meses.



Veja também esta campanha da galerinha do site Presente do Bem em prou do Instituto de Projetos Sociais o Inprós.

COMO VOCÊ PODE DOAR?

Ao efetuar o pagamento de uma compra ou prestação de serviço, você pode:
* Pedir a emissão de cupom fiscal em nome do InPróS acrescentando o CNPJ 08.749.639/0001-86.
Ou,
* Pedir a emissão do cupom fiscal SEM a identificação do contribuinte
Caso você pedir a emissão sem identificação, você pode :

* Enviar pelo Correio: as notas fiscais para o InPróS no endereço:
Rua Marquês de Itu, nº.837 – cj 61 – Santa Cecília– São Paulo, SP – CEP 01223-001
* Cadastrar Via internet : www.nfp.fazenda.sp.gov.br.

Você se cadastra uma vez no programa da Nota Fiscal Paulista da Secretaria da Fazenda do Estado de São Paulo. O cadastro precisa estar com o status “ativo”.
“Clicar em Entidades”, e em seguida, “doação de notas”. “Clicar em nova doação”.
Aparecerá uma tela onde deverão ser digitados os dados do documento fiscal e o CNPJ do InPróS 08.749.639/0001-86. Clicar em “salvar nota”.
Para que seja efetuado o cadastro, é necessário que os cupons cheguem rápido , ou seja, até o dia 20 do mês seguinte a emissão do cupom fiscal.
http://opresentedopresente.blogspot.com/2009/12/turma-do-bem.html
Continue Reading...

domingo, 13 de dezembro de 2009

Natureza,ela precisa da sua ajuda.



A vida na Terra está no meio de uma nova onda de extinção em massa.
 Nos últimos 500 anos, 844 espécies - como o pombo do passageiro, auk, thylacine e quagga - são conhecidos por terem sucumbido a extinção, e 16.000 outras espécies são conhecidas por estarem ameaçadas.  Dois terços das tartarugas podem entrar em extinção até  2025, os grandes macacos, recentemente diminuíram mais de 50% em partes da África, metade dos marsupiais e um em cada três anfíbios estão em perigo, e de 40% escalonamento das plantas e dos animais da Ásia poderá em breve ser perdido. Mais de 40 por cento das espécies animais e vegetais no Sudeste Asiático podem ser dizimados neste século, com pelo menos metade representando extinção global.

Mas isto pode ser apenas uma fração do número real da extinção.
Embora apenas 1,5 milhões de espécies sendo descritas, não poderia haver entre 5 a 30 milhões no total.  Destes, alguns especialistas prevêem que uma poderia ser extinta a cada 20 minutos - ou 27.000 por ano. Os conservadores argumentam que os seres humanos têm uma obrigação ética de proteger outras espécies, que a diversidade e a beleza natural são altamente valorizados pela humanidade, e que a biodiversidade é um recurso vital: que dependem dos ecossistemas de fornecer alimentos, oxigênio e recursos naturais, reciclagem de resíduos e fertilizar solos para a agricultura.
 O valor total dos serviços prestados ao homem, por natureza, tem sido estimado em 33 trillion dólares anualmente.

 20.000 plantas são usadas em medicamentos em todo o mundo.. Preservar as espécies poderia ajudar a nos proteger de doenças.
Os desastres naturais e os processos estavam por trás das cinco extinções em massa importantes na história geológica, mas a extinção atual "a sexta" é causada pelo sucesso de uma espécie - os seres humanos.
A natureza esta dando sinais de que precisa da nossa ajuda,compete a nós a missão de salva-la enquanto ainda temos tempo.
Não importa o tipo de ação que utilizarmos para contribuir com esta causa seja ela isolada ou em grupos.
Tenha certeza de uma coisa ações isoladas ao serem somadas geram uma contribuição imensa para o bem estar comum de todos.
Faça a sua parte.
Vamos soltar a voz e erregaçar as mangas esta é uma causa que se estende por todo o globo,não impotando a lingua falada,a religião seguida,somos todos um só coração batendo forte em uma só nota.
E o futuro será do jeito que o deixarmos.
Continue Reading...

sábado, 12 de dezembro de 2009

O mundo em Copenhague.......



192 nações discutem em copenhague na Dinamarca o futuro do planeta.
Esta conferência visa chegar a um acordo quanto a condições ambientais e econômicas.
É uma chance clara de salvar o que ainda nos resta,o discurso do Agora é hora se encaixa muito bem neste tema pois podemos não ter outra chance.
Porém há divergências sobre o assunto principalmente dos países tidos como ricos,que são emissores históricos de gases que causam o efeito estufa.
Há muitas críticas com relação ao rascunho aprensentado e entre elas esta a redução de gases por grandes nações em desenvolvimento.
O fato é que os países ricos buscam estabelecer uma meta quanto a redução de CO2 destes países até 2020 algo em torno de 15 e 30%,já as nações desenvolvidas tem como meta reduzir entre 25 e  40% comparando com os niveis de 1990.
O segundo fator em questão é o financiamento a longo prazo para combater o aquecimento global,o Brasil no entanto retifica o apoio ao rascunho que teve como um dos principais redatores o embaixador brasileiro Luiz Alberto Figueiredo.
Entre os projetos financiados pelos países ricos estão os programas  de redução do desmatamento e uso sustentável das florestas.
Esperamos atentamente uma decisão acertada pois o futuro de todos esta sendo decidido por poucos.
Quando digo todos digo todos os seres vivos no planeta.
Continue Reading...

quinta-feira, 10 de dezembro de 2009

Participe desta idéia você também!


Fantástica esta idéia da fundação SOS Mata Atlântica,você entra no site e se cadastra no programa plante uma arvore(Clickarvore) você tem opção de comprar mudas e construir sua floresta através de donativos(contribuições)ou de plantar gratuitamente as suas arvores,nesta você conta com a ajuda de patrocinadores do SOS Mata Atlântica.
Continue Reading...
A Constituição Federal de 5 de outubro de 1988 estabelece que todos têm direito ao meio ambiente ecologicamente equilibrado, sendo este um bem de uso comum do povo e essencial à sadia qualidade de vida;
Continue Reading...

terça-feira, 8 de dezembro de 2009

Achei esta noticia no Dihitt e estou compartilhando com nossos leitores....

 

 Antes de tudo agradecer e dar nosso total apoio a iniciativa do nosso amigo blogueiro do http://psicopataxx.blogspot.com/ em postar esta noticia....

Gente é muito importante apoiar esta causa,estamos falando em defender nosso futuro como espécie,que esta ameaçado por mais incrível que possa parecer por nossa própria espécie.

 

1º Show no Brasil pelos animais e pelo planeta


Grandes artistas brasileiros se reúnem para cantar em defesa
dos animais e do planeta
1º Concerto do gênero no Brasil - 13/12
.
A ANDA (Agência de Notícias de Direitos Animais) - www.anda.jor.br – realiza, em conjunto com a Prefeitura de SP, um show gratuito para sensibilizar as pessoas em relação aos direitos animais e à preservação do planeta, no próximo dia 13 de dezembro, no Parque da Independência (Museu do Ipiranga), a partir das 11h.

Grandes nomes da música brasileira, como: Arnaldo Antunes, Edgard Scandurra, Fernanda Porto, Projeto Pequeno Cidadão, Palavra Cantada, Banda Stevens, Robson Miguel, Fernando Anitelli, Gabriela Veiga, Galdino Octupus e Willians Marques (Teatro Mágico) já estão confirmados. A atriz Gabriela Duarte também estará presente para chamar a atenção sobre a necessidade de mudarmos nossas atitudes.

O concerto “ANDA – Música e Consciência – Pelos animais, pelo Planeta” terá seis horas de duração e pretende disseminar por meio da música e dos artistas a importância de vivermos em harmonia, respeitando a vida.

Será o primeiro show no Brasil com a proposta de levar uma mensagem de convivência pacífica e ética com todos os  seres. Os artistas dão um exemplo de consciência ao se reunirem para cantar e se apresentar sem cachê. Todo o evento foi construído com colaborações voluntárias.

O show está na agenda de São Paulo para o Encontro de Copenhague (Representantes de cerca de 200 países estarão na Dinamarca entre os próximos dias 7 e 18 de dezembro para a 15ª Conferência das Nações Unidas sobre Mudança do Clima).

O evento terá como mestres de cerimônia as atrizes Paula Ribas e Sttella Gulo Baster.

Serviço:

Anda – Música e Consciência Pelos Animais, pelo Planeta

Data: 13/12/09
Horário: a partir das 11h
Local: Parque da Independência (Museu do Ipiranga) - São Paulo / SP
Entrada Gratuita

Participe do evento vestindo a camiseta de sua ONG ou grupo.

A PM, Bombeiros, GCM, CET, Subprefeitura e Administração do Parque avisam:

- não é permitido distribuir panfletos, portar faixas, levar guarda-chuvas, garrafas e objetos pontiagudos.
- a entrada será pela Rua dos Patriotas, com revista.
- não haverá comida à venda; leve um lanche e descarte o lixo adequadamente.
- O não cumprimento pode acarretar em multas.

Vá e vibre bastante pelos animais, pelo planeta.

Idealização: ANDA
Realização: ANDA e Prefeitura de SP

Apoiadores

Agência Produtora
Bureau Comunicação
Covisa
Daniela Ribeiro – Comunicação e Eventos
Fabiana Cardoso – Produção e Eventos
Hábitos e Habitat
Matilha Cultural
Revista dos Vegetarianos
Show Livre
SPTuris
SVMA
VEDDAS
VEGETHUS Restaurante Vegano
Tokyo Design e Editorial
Continue Reading...

sexta-feira, 4 de dezembro de 2009

Javali Africano..

Quem não conhece o amigo do Timão o simpatico Javali Pumba?
Pois hoje falaremos um pouco mais sobre esta espécie.
O Javali Africano vive em áreas férteis que contêm uma mistura de terra e grama boa, com muitas raízes comestíveis e bulbos. Eles preferem os espaços totalmente abertos da savana até a linha limítrofe de vegetação. Como precisam de água diariamente, contam com uma fonte confiável. Durante a estação das chuvas, os Javalis Africanos pastam nas gramas altas da savana. Na estação da seca, usam as suas presas e o focinho para escavar bulbos e tubérculos debaixo da terra.São omnívoros: alimentam-se principalmente de ervas, mas também de bolbos, raízes e tubérculos, frutas caídas das árvores e, ocasionalmente, carne putrefacta.

Atingem a maturidade sexual aos 18 - 20 meses, mas a maior parte dos machos não acasala antes dos 4 anos. Os machos são geralmente solitários, só se juntando a um grupo na época do acasalamento. Nesse período, os machos travam lutas ritualizadas para terem acesso às fêmeas. A época de reprodução do Javali Africano é coincidente com a estação das chuvas locais. Estas estações chuvosas variam no mês dependendo da área. As fêmeas dão à luz 1 a 8 crias após um período de gestação de 170-175 dias. Os jovens nascem num buraco escavado na terra. São amamentados até aos 4 meses, mas deixam a cova passada 1 semana depois de terem nascido para se alimentarem de erva.
Continue Reading...
 

Blogroll

Desmatamento leva a extinção de espécies.

Desmatar leva à destruição dos ecossistemas e à extinção das espécies que neles vivem. A Ciência identificou até hoje cerca de 1,4 milhões de espécies biológicas. Desconfia-se que devam existir mais de 30 milhões, ainda por identificar, a maior parte delas em regiões como as florestas tropicais úmidas. Calcula-se que desaparecem 100 espécies, a cada dia, por causa do desmatamento! http://www.poupetempo.com.br Este site trás informações para se adotar um animal.

O Reino dos Bichos Copyright © 2009 WoodMag is Designed by Ipietoon for Free Blogger Template